O Grupo de Conselho Científico para Emergências (Sage, na sigla em inglês), do Reino Unido, em reunião nesta sexta-feira (3) concluiu que a variante da covid-19 ômicron, identificada pela primeira vez na África do Sul, pode causar uma nova onda de infecções por coronavírus que pode ser ainda maior do que as ondas anteriores.

De acordo com os cientistas, embora os dados sobre a gravidade da doença associada à cepa ainda não estejam disponíveis, "uma grande onda de infecções será acompanhada por uma onda de casos graves" e pode sobrecarregar a capacidade dos hospitais locais.

De acordo com o The Guardian, eles alertaram que, "mesmo que continue a haver uma boa proteção contra doenças graves para os indivíduos com a vacinação (incluindo reforços), qualquer redução significativa na proteção contra infecções ainda pode resultar em uma onda muito grande de infecções".



📸 Foto: ILUSTRATIVA/PIXABAY


#covid #variante #covid19

Deixe seu Comentário