Organização Mundial da Saúde (OMS) informou, em comunicado divulgado neste domingo (12/12), que a variante Ômicron se propaga mais rapidamente que a Delta. Além disso, estudos preliminares, apontam que a nova mutação do coronavírus contorna parcialmente a proteção conferida pelas vacinas já disponíveis.



De acordo com o documento da OMS, a variante já está presente em 63 países e, na África do Sul, vem se disseminando de maneira mais rápida do que a variante Delta, cuja circulação no país é baixa. No entanto, mesmo em países onde a incidência de Delta é alta e o número de pessoas vacinadas também, como no Reino Unido, a nova mutação vem ganhando espaço rapidamente.



Segundo a agência internacional de promoção à saúde, ainda não é possível afirmar se a taxa de crescimento rápido da Ômicron está relacionada à evasão imunológica, ao aumento da transmissibilidade ou ambas as coisas.


Deixe seu Comentário